Conteúdo

Reproduzir a espécie dá um trabalho danado
|
Até completar 2 anos de idade, uma criança vai comer 4.530 vezes e tirar 1.995 sonecas. Vai tomar 720 banhos, trocar 1.260 vezes de roupa e usar 4.100 fraldas. Vai visitar o médico pelo menos 15 vezes e tomar 22 vacinas. Nos primeiros meses de vida, um bebê não come, não dorme, não brinca, sequer segura a própria cabeça sozinho. Ele precisa de companhia 24 horas por dia, e que alguém esteja à disposição de dia, de noite, de madrugada, incansavelmente. E todas as pessoas que já andaram sobre esse planeta - de Cleópatra ao Papa Francisco, de Albert Einstein...
Saiba mais
O que pode ser feito em 7 minutos?
|
Quem cozinhava na sua casa? Quem passava aspirador? Quem lavava a roupa, o banheiro, as crianças? Na minha casa, sempre foi a minha mãe. Quando não ela, as minhas avós. Até as tias-avós ajudavam em ocasiões especiais. Eu já era crescida quando percebi que todas essas mulheres da minha família não tinham fim de semana ou férias. Mesmo no dia de Natal, na praia, no domingo de noite lá estavam elas cozinhando, arrumando, lavando, enquanto os homens curtiam seu merecido “descanso do trabalho”. Trabalho doméstico é a última fronteira para as mulheres. Em todos os outros aspectos, a igualdade de...
Saiba mais
Creche, direito básico
|
O filho de Katharina Mahrt tinha apenas alguns meses de vida quando ela começou a frequentar rodas de conversas de mães e bebês em Berlim durante a sua licença parental. Lá, conheceu algumas das mulheres mais inspiradoras com quem já havia cruzado: profissionais bem-sucedidas, mulheres em cargos de chefias, mães que cuidavam de 3 ou 4 filhos sozinhas. Em comum, todas tinham uma coisa: estavam completamente desesperadas porque não conseguiam encontrar uma vaga na creche para seus filhos pequenos no sistema educacional de Berlim, na Alemanha. E mais: todas elas - mulheres capazes, inteligentes, organizadas - achavam que a culpa...
Saiba mais
Por que desperdiçar nosso trabalho?
|
Em todos os países do mundo, em qualquer realidade social, homens trabalham mais fora de casa do que mulheres. As taxas de ocupação masculina são sempre maiores do que as femininas, já que elas, sabemos, costumam centralizar os trabalhos não- remunerados, principalmente de cuidado: da casa, dos filhos, dos idosos. No Brasil, segundo dados da Confederação Nacional da Indústria, 84% dos homens são economicamente ativos, contra apenas 61% das mulheres. E mais: uma em cada quatro brasileiras relata ter saído do último emprego para cuidar de algum membro da família. Você já parou para pensar que desperdício que é isso?...
Saiba mais
Precisamos falar sobre cotas – para homens!
|
Mudar hábitos é difícil. É difícil criar filhos de forma igualitária. É difícil fazer o chefe entender que um pai também falta no trabalho para levar o filho ao médico. É difícil explicar para a vizinha que, em alguns casos, é a mãe que sai para trabalhar e o pai que fica em casa. Muitas vezes, a mudança nas normas sociais pode acontecer até mesmo depois da mudança nas políticas públicas. É só pegar o exemplo da licença parental. Na maior parte dos países, antes de existir licença parental, não é que o povo estava marchando pelas ruas clamando por...
Saiba mais
Caras Maternativas: precisamos falar de luta por creches
|
Por Fernanda Favaro* (mais…)
Saiba mais
[Ins]pirações #9 . Aborto: chega de mitos, vamos falar de fatos
|
Por Rute Bersch* (mais…)
Saiba mais
[Ins]pirações #8 . Público alvo X Público sensível
|
Por Rute Bersch* (mais…)
Saiba mais
Como montar seu planejamento estratégico
|
Por Sabrina Wenckstern* (mais…)
Saiba mais
A benção – a maldição – chamada Google!
|
Por Pat Borbolla* (mais…)
Saiba mais
A importância da Educação Alimentar
|
Por Verônica Lira* (mais…)
Saiba mais
Férias livres!
|
Por Carolina Paixão* (mais…)
Saiba mais