Papo Maternativa

[Ins]pirações #9 . Aborto: chega de mitos, vamos falar de fatos

Leia mais
Por Rute Bersch* Hoje, 28 de setembro, durante todo o dia, a descriminalização do aborto será abordada abertamente em grande parte dos coletivos feministas. Trata-se do Dia Latino-Americano e Caribenho pela Descriminalização do Aborto. Muitas mulheres e homens se colocam contra a descriminalização do aborto porque mitos - como dizer que quem defende a legalidade do aborto incentiva ou é favorável a essa prática - continuam a ser propagados e a falta de informação apoia essa construção equivocada a respeito do tema. Esse texto pretende te apoiar a desconstruir alguns mitos e formar sua opinião a respeito do assunto, com base...

Leia mais

Papo Maternativa

[Ins]pirações #8 . Público alvo X Público sensível

Leia mais
Por Rute Bersch* Hoje vou falar de um tema que está orbitando por algum tempo na minha cabeça, que tem a ver com o primeiro texto que publiquei neste blog. Aliás, ele surgiu quando estava pesquisando sobre a empatia na publicidade. E, naquele momento de pesquisa, encontrei um texto que trazia o termo ‘Público Alvo’ como um conceito ultrapassado, embora ainda usado em praticamente todas as estratégias de marketing, planos de negócios e práticas de comunicação entre as empresas e seus clientes. (Texto aqui) Sim, a palavra ‘alvo’ remete a algo que deva ser atingido, uma meta a ser conquistada com...

Leia mais

Papo Maternativa

[Ins]pirações #7 . Dois pontos fundamentais para o empreendedorismo materno dar certo

Leia mais
Por Rute Bersch* Em um dos Cafeínas MTT organizados pelo Maternativa, o relato de uma mãe sobre seu momento de começar a empreender chamou à minha atenção. Diferente da maioria das histórias que ouço de mulheres que empreendem após a chegada dos filhos - ou mesmo as que seguem com os empreendimentos que já tinham -, no caso dela, houve um planejamento dos parceiros sobre ‘o que’ e ‘como’ cada um teria que mudar em sua vida e sua rotina para que a ideia da empresa saísse do papel - ou da cabeça. Quando se fala sobre as mudanças que a...

Leia mais

Papo Maternativa

[Ins]pirações #6 . O que eu faço me representa?

Leia mais
* Por Rute Bersch A expressão ‘me representa’ é usada para dizer ‘essa pessoa faz o que eu faria’, ou ‘diz o que eu diria’, ou ‘admiro/curto/assino o que essa pessoa manifesta’. E tenho a impressão de que há uma vontade-necessidade crescente de as pessoas mostrarem ‘quem’ e ‘o que’ as representa. O convite-a-pensar que quero fazer hoje é: ‘eu me represento?’. Ou talvez, para ser menos cobrança – uma vez que nós mães já fazemos isso demais –, ‘eu consigo me representar?’. Muitos podem ser os motivos para que não consigamos, na prática, bancar tudo o que pensamos ou acreditamos....

Leia mais

Papo Maternativa

[Ins]pirações #5 . Um pouco mais sobre o tempo

Leia mais
Por Rute Bersch* Desde que Otto começou a perceber o mundo e se comunicar com ele de forma mais intensa e consistente, tenho acompanhado seus olhares e suas curiosidades quando passeamos pela cidade. Uma das primeiras coisas que me marcaram foi a busca por conhecer outras pessoas, independente de quem elas fossem. O olhar dele, sem filtros ou preconceitos, resgatou em mim um olhar adormecido, um sentimento de responsabilidade e uma vontade de cuidado para com as pessoas - e as coisas, e os seres - que convivem comigo diariamente, sobretudo as que o fazem de forma anônima ou quase invisível. Pelo menos até então....

Leia mais

Papo Maternativa

[Ins]pirações #4 . Balde é coisa de mulher

Leia mais
*Por Rute Bersch Num sábado delícia de sol, em que tiramos a manhã pra brincar na praça do bairro, presencieia cena de um pai tirando um baldinho de praia da mão do seu filho, de uns 4 anos, com a seguinte frase: "Balde é coisa de mulher! Devolve pra ela!". Não consigo elencar tudo o que pensei na hora, mas senti uma repentina ânsia de vômito (sem exageros), um nó na garganta, e meus olhos se encherem de lágrimas. Apesar da angústia, emudeci. Infelizmente. Sou do tipo que 'engole-seco-e-fica-pensando-se-realmente-ouviu-o-que-acha-que-ouviu'. As palavras faltam. Uma mistura de pasmice, imobilidade, falta de coragem, um ‘não-querer-julgar’.... E fiquei com...

Leia mais

Papo Maternativa

#3. Dinheiro é tempo

Leia mais
*Por Rute Bersch Recebi há algum tempo, de pessoas diversas e por meios diversos, um vídeo do José Mujica, falando brevemente sobre a relação consumo-dinheiro-tempo. O vídeo é um trecho do depoimento que o ex-presidente uruguaio fez para o filme Human (mais infos no rodapé), do diretor e artista Yann Arthus-Bertrand. Trago aqui a parte do trecho que me ‘pegou’: “Quando compro algo, ou você compra, não pagamos com dinheiro, pagamos com o tempo de vida que tivemos de gastar para ter aquele dinheiro. Mas tem um detalhe: tudo se compra, menos a vida. A vida se gasta. E é lamentável desperdiçar a vida para...

Leia mais

Papo Maternativa

#2.Criatividade

Leia mais
Por Rute Bersch* No final de novembro, em dois momentos em que me propus estar comigo mesma, a palavra CRIATIVIDADE apareceu de uma forma nova para mim e trouxe um novo significado. É sobre isso que quero falar no primeiro texto do ano para esse blog. A primeira situação foi em uma breve ‘consulta’ ao Oráculo das Deusas. Confesso que estava me sentindo um pouco estranha - não sei se o nome correto que se dá é consulta, por isso coloquei entre aspas. Em todo caso, a carta que tirei foi ‘Ix Chel’, a deusa da Criatividade, adorada pelos maias. Na descrição da carta, o seguinte trecho...

Leia mais

Papo Maternativa

#1.Empatia

Leia mais
Por Rute Bersch* Gosto de escrever. Cartas são meu tipo favorito. São pessoais, permitem fluidez; na escrita e no pensamento. Portanto, pretendo escrever dessa forma aqui. Não como uma pessoa que traz verdades, mas como alguém que quer ‘conversar’. Uma mãe que gosta de observar, pensar e ouvir. Será uma experiência nova para mim (nunca publiquei texto algum), mas o Maternativa tem sido uma grande inspiração e me impulsionou a aceitar o desafio. Espero que gostem! E que se sintam à vontade para escrever também. Quando escolhi a palavra PIRAÇÕES para o título desta coluna, quis trazer muito mais a ideia do que pode nos inspirar como pessoas...

Leia mais